Firmes e fortes, mas sempre na corda bamba.

Olá, pessoal! Antes de diluir sobre o tema de hoje, quero agradecer imensamente a participação de vocês que sempre visitam, comentam com palavras escritas ou ditas, que me mandam e-mail e que me estimulam a desenvolver meu blog. O resultado tem sido muito melhor do que eu imaginava e prometo que não irei decepcioná-los! Meu esforço por temas interessantes e sempre bem ilustrados continuará intenso. Muito obrigado! 😉 

Muito bem. Como se sabe, o campeonato da F1 existe oficialmente desde 1950 e de lá pra cá as corridas já foram realizadas em dezenas de circuitos espalhados mundo a fora. Alguns circuitos tornaram-se obsoletos com o passar dos anos, outros deixaram o circo por causa da grande concorrência num calendário limitado e apertado, outros saíram por falta de segurança ou por serem pouco atraentes economicamente, mas o que dizer sobre aqueles circuitos travados que desprestigiam a competição mas que seguem presentes há anos? São os famosos firmes e fortes, mas sempre na corda bamba… Existem dois exemplos clássicos e fáceis de citar; o GP de Mônaco e o GP da Hungria. É sobre este segundo exemplo que eu quero dar ênfase agora justamente porque a próxima etapa do mundial acontecerá na Hungria.

Simulação técnica e descritivo do traçado de Budapest. Notem que os números se referem a sequência de curvas, velocidade estimada em cada ponto e marchas sugeridas.

Simulação técnica e descritivo do traçado de Budapest. Notem que os números fora dos quadros se referem a sequência de curvas. Já os demais, que estão dentro dos quadradors, são marchas sugeridas, força G lateral e velocidade máxima estimada em cada ponto.

A Hungria jamais teve grande expressão no automobilismo mundial, muito menos na F1. Pra vocês terem uma idéia, o último piloto húngaro que passou pela F1 foi Zsolt Baumgartner, que guiou pela Minardi entre 2003 e 2004. Tudo bem que o carro era ruim, mas o cara não teve destaque por si só. E porque será que desde que integrou o calendário da F1 a Hungria jamais saiu? Muitos fãs, jornalistas, comentaristas, locutores e entendedores do esporte criticam a realização do GP húngaro, que acontece em Budapest e que leva o nome de Hungaroring (Circuito da Hungria). Eu mesmo não sou muito a favor deste GP há bons anos, mas é preciso citar alguns pontos que talvez justifiquem a fidelidade da F1 a Hungria. Vamos a eles:

# Quando o circuito fez parte do calendário mundial pela primeira vez em 1986 tornou-se um modelo de modernidade, segurança e estrutura pra receber a F1

# Embora seja um circuito de média baixa velocidade, muitos pilotos gostam do traçado que é composto por sequências de curvas pra direita, pra esquerda, subidas e decidas

# Hungaroring chega a ser acolhedor para muitos pilotos, segundo os próprios. Fernando Alonso, por exemplo, comentou que além da cidade ser muito boa, os espaços de paddock e a movimentação moderada dentro dos boxes são pontos positivos

Infelizmente nunca estive por lá pra confirmar ou dizer o contrário, mas como estamos nos aproximando da realização do GP da Hungria que acontece no próximo final de semana (24, 25 e 26 de julho), ativei em minha memória alguns momentos fantásticos que eu vi acontecerem por lá e os mostrarei a vocês agora. 

MOMENTOS MARCANTES

  1. Em 1986 meu ídolo maior, Ayrton Senna, levou uma ultrapassagem desmoralizante daquele que se tornaria tricampeão mundial no ano seguinte. Um de seus maiores rivais, Nelson Piquet. O lance aconteceu na segunda tentativa de ultrapassagem de Nelson que, além de realizar uma manobra fantástica numa forte freada e por fora, venceu a corrida. Nem por isso Senna se abalou. Aprendeu a lição e, como todos nós sabemos, tornou-se um personagem histórico na categoria poucos anos depois.
  2. Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.
    more about “Piquet ultrapassa Senna – Hungria 1986”, posted with vodpod

  3. Outro momento eletrizante aconteceu em 1997. Damon Hill, que evoluiu consideravelmente depois de se tornar campeão em 1996 e deixar a poderosa Willians, perdeu a corrida na volta final com uma quebra de motor. Este dia foi frustante pois Hill, além de sair na pole, liderou a corrida de ponta a ponta guiando uma então bem mediana Arrows. Lembro-me deste dia como se fosse ontem!
  4. Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

    more about “Em primeiro, Hill quebra na última vo…”, posted with vodpod

  5. A primeira vitória de Fernando Alonso na categoria. Aqui começava a ser efetivado o surgimento de um grande campeão. Além de tornar a equipe francesa novamente vencedora depois de tantos anos sem participar da categoria, Alonso entrava pra história como o piloto mais jovem a vencer na F1, superando nosso grande mestre Emerson Fittipaldi que até então era o detentor da façanha.
  6. Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.
    more about “Hungria 2003 – Primeira vitória do Al…”, posted with vodpod

  7. Outro momento marcante aconteceu no GP do ano passado. Nosso pequeno grande notável Felipe Massa vinha com folgas na ponta pra vencer a corrida eis que o tão confiável motor Ferrari explodiu a duas voltas do final deixando, a vitória cair no colo do seu maior rival Lewis Hamilton.

2009 HUNGARIAN F1 GRAN PRIX 

É isso aí, pessoal. Pra quem quiser acompanhar como será o GP da Hungria deste ano, segue o roteiro:

Sexta-feira, 23.07
5h – Primeira sessão de treinos livres (Transmissão ao vivo pela SporTV)
9h – Segunda sessão de treinos livres (Transmissão ao vivo pela SporTV) 

Sábado, 24.07
6h – Última sessão de treinos livres (Transmissão ao vivo pela SporTV)
9h – Treinos oficiais (Transmissão ao vivo pela Rede Globo) 

Domingo, 25.07
9h – Largada do GP da Hungria (Transmissão ao vivo pela Rede Globo)

E qual o palpite de vocês? Button voltará a vencer de novo? A Red Bull vai andar a frente mais uma vez com Webber e Vettel disputando curva a curva? Será que o Rubinho desencanta finalmente? Ou chutariam apostar em alguma zebra do tipo Massa/Hamilton/Alonso?

Daqui a uma semana, após a realização do GP, voltarei a abordar o assunto com meu ponto de vista e meus comentários. 😉

Anúncios

8 pensamentos sobre “Firmes e fortes, mas sempre na corda bamba.

  1. Cibele disse:

    Adorei ver o Piquet… emocionante demais!
    Acho que vai dar Button …
    Bjs.

  2. Olá, devinitivamente estou adorando esses assuntos de F1… Rsrsrs.
    Como analista internacional, focada em outros assuntos mais políticos e econômicos, o que não foge muito da F1 atualmente, pelo que vimos recentemente a crise que circulou em volta da FIA… Relembrando que: Depois de uma reunião em Paris, o presidente da FIA, Max Mosley, anunciou um acordo entre a entidade e a Fota, “arquivando” o projeto de criar um campeonato paralelo em 2010. Porém, como agora o assunto especificado e colocado em pauta é o GP Húngaro, no qual, não sabia muitas coisas à respeito, acabei aguçando minha curiosidade e fui pesquisar sobre o mesmo, encontrei várias coisas interessantes ao GP Húngaro, porém, alguns dados mais técnicos e históricos que me chamaram a atenção, como seguem:

    O GP da Hungria, possui um dos circuitos mais travados da F1 e o que oferece pouquíssimos pontos de ultrapassagem. Foi também o primeiro país do leste Europeu a receber um GP e em plena época da Guerra Fria (Esse dado foi muito interessante para mim). A direção cogitou fazer um circuito de rua, mas optou por autódromo, que foi entregue em 1986, um ano após iniciar sua construção. Acredito que esse GP venha prevalecer a garra dos nossos brasileiros, mais especificamente com o Rubinho, que encontra-se em 4º lugar na classificação com 44 pts. Mas, por quê menciono isso ? Simples, nossos brasileiros foram muito bem nesse GP desde seu início: Primeiramente com Nelson Piquet em 1986 e 1987 (Sendo vencedor do GP de estréia), logo após nosso querido e saudoso Senna, em 1988, 1991 e 1992 e Rubens Barrichello em 2002. Tudo bem que, o piloto que mais venceu nesse GP foi Michael Schumacher (1994, 1998, 2001 e 2004), mas ele não está mais na F1… Ufa, que bom !!! Assim, sobra mais chances e a nossa esperança cresce para torcermos pelo nosso Rubinho !!!

  3. Bruno Mansano disse:

    Particularmente não gosto muito do traçado, apesar de ter corrido algumas vezes lá nos simuladores da vida. A ultrapassagem do Piquet sobre o mestre foi espetacular, o Galvão foi a loucura ness hora hahaha.
    Espero que dê Rubinho esse ano, acho que o clima favorece a Brawn.
    Abs,
    Bruno

  4. Rogério disse:

    Eu não tinha como deixar de comentar!!!!

    Realmente eu sempre achei essa ultrapassagem do Piquet a melhor de todas !!!!

    Será que um dia a fórmula 1 voltará a ser tão emocionante assim????

  5. Rafael Mansano disse:

    Pois é meu caro, infelizmente hj em dia a formula 1 se baseia mais na questão econômica do que qualquer outra coisa. Circuitos históricos e com as corridas mais emocionantes acabam sendo deixados de lado por não serem lucrativos.
    Pelo menos os carros de hj não são máquinas perfeitas e o piloto ainda faz diferença.
    Vamos torcer para as corridas continuarem boas!
    Abraço

  6. Anselmo disse:

    A ultrapassagem do Piquet ( a melhor de todos os tempos – na minha opnião) foi “imitada” recentemente pelo valentino rossi no GP da Catalunya quando passou o Lorenzo.

    pra quem não viu!


    aos 13 segundos deste vídeo.

    grd abraço.

  7. Rafael Rosa disse:

    Honestamente,
    Não sei como é guiar lá, mas odiava esse traçado quando jogava meu Super Mônaco GP no Mega Drive. hahahaha
    Prefiro não arriscar palpites para esta corrida, só fico na espectativa de assistir uma ótima corrida e com boas disputas… apesar da minha paixão pela F-1, ela está para mim, muito sem graça este ano.
    Muito bom post André. Parabéns!
    Abraço

  8. guschafer disse:

    Excelente post, bem escrito… gosto mais assim… qdo passa mais informação pública do que pessoal… mas lógico com a opinião do blogueiro.

    Quanto ao palpite…

    Webber, Vetel e Massa – Again!

    Com Fernando Alonso, Button e Barrichello na sequência… completando os pontos Sutil e vou torcer pelo Nelsinho…

    Faltou dizer que nessa prova estréia o palavrão Alguersuari…. sem teste nenhum… que medo disso!!!!

    abração!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s