Fim de semana de muita turbulência. Coincidências ou avisos?

Há praticamente uma semana, comentei com meus irmãos e com uns amigos meus que minha expectativa para a décima etapa do mundial de F1, o GP da Hungria, realizado neste último final de semana, era de que teríamos surpresas. Quero dizer que não sou vidente.

Quando eu disse isso, imaginava ver resultados atípicos e uma corrida bem movimentada. De fato os resultados foram atípicos já que Alonso saiu na pole position e o vencedor da corrida foi Lewis Hamilton, ambos com carros aquém de seus concorrentes. Aqui no HAT TRICK eu gostaria de comentar sobre a corrida, sobre o mau desempenho da Branw GP, sobre o novato Jaime Alguersuari que estreando pela Toro Rosso tornou-se o piloto mais jovem a participar da F1, sobre o desempenho dos brasileiros, sobre a disputa do campeonato que vai aquecendo, mas acho que devo comentar sobre algo mais global: A segurança no automobilismo.

Não pretendo ser repetitivo e ficar contando o que aconteceu com o Felipe Massa e como aconteceu, até porque todo mundo já sabe e há notícias por todos os lados e a todo o momento, mas acho importante mencionar fatos que acompanhei pela TV. Infelizmente não pude acompanhar todas as corridas que rolaram nesse fim de semana, mas as três que pude acompanhar proporcionaram momentos tensos.

No sábado foi o acidente do Massa, no domingo de manhã na MotoGP os 5 primeiros colocados vinham numa bela briga num asfalto meio seco e meio molhado até que entre eles quatro levaram tombos consideráveis e se estatelaram no chão – sem ferimentos graves. Também no domingo durante a corrida de Fórmula Indy, Tony Kanaan fazia seu pit stop e quando estava prestes a deixar o pit lane, a mangueira de combustível continuou funcionando mesmo após estar desconectada do carro, jorrando combustível pra todo lado. Resultado: o carro pegou fogo e, graças a ação rápida e solidária da equipe rival Penske, o fogo foi apagado e por sorte Tony teve apenas queimaduras de segundo grau nos dedos e nas sobrancelhas.

Aqui vai um rápido vídeo mostrando o que aconteceu com o Tony na Fórmula Indy:

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.
more about “untitled”, posted with vodpod

Como em qualquer esporte e em qualquer atividade, os riscos estão presentes. A questão segurança nunca foi deixada de lado nas principais categorias do automobilismo e certamente nunca poderá. Mas, ao ver tudo isso, ao refletir um pouco mais, é possível dizer que foi sorte ou azar? Foram avisos ou coincidências?

É possível dizer que Massa teve azar pela mola do carro de Rubinho ter acertado bem seu capacete. Também é possível dizer que ele teve sorte porque se a mola acertasse somente a viseira teríamos a reedição da tragédia de primeiro de maio de 1994. Aliás, foi inevitável não relembrar e não sentir a mesma tensão daquele dia. E o que dizer do sentimento de Rubinho que, além de ter perdido suas chances na corrida por conta da quebra, além de ser um dos pilotos mais azarados em comparação aos demais, viu seu amigo e compatriota ficar entre a vida e a morte? Tudo é difícil e muito relativo.

No link abaixo uma homenagem bacana. No domingo antes da corrida a grande maioria dos pilotos gravaram rápidas mensagens de apoio a Massa. Embora recentemente a F1 tenha sofrido tanto com brigas políticas, é bacana ver a união e solidariedade entre os pilotos.

VEJA AKI:
http://video.sky.it/videoportale/index.shtml?videoID=30768449001

Anúncios

5 pensamentos sobre “Fim de semana de muita turbulência. Coincidências ou avisos?

  1. Vemos que, ao longo da história, os acidentes mais trágicos eram mortais, às vezes por demora no atendimento a vítima, outras por falta de segurança nas pistas e carros, percebemos que durante a evolução tecnológica, enormes mudanças vem ocorrendo na categoria, tanto no que diz respeito a carros quanto em circuitos, regras e segurança. Principalmente após as mortes dos pilotos Ayrton Senna e Roland Ratzenberger no mesmo fim de semana. Quem não lembra desse trágico acidente!

    Após esse triste acontecimento, regras foram alteradas com a finalidade de aumentar a segurança e a competitividade nas pistas. Também foram feitas diversas alterações em circuitos, como melhorias nos guard-rails, nas áreas de escape, no rápido atendimento médico. E quanto a segurança do corpo do piloto, vemos a melhoria na qualidade dos capacetes, o uso do hans, a célula de sobrevivência cada vez mais avançada tecnologicamente para a proteção ao piloto. Interessante que, os pilotos também contribuem muito com idéias plausíveis para a segurança, vejamos Nelson Piquet inventou uma maneira que (hoje é obrigatório), faz com que o pneus pré aqueçam antes de ir para a pista, passou a usar um cobertor sobre os pneus, e logo depois a fazer as trocas de pneus durante as corridas. A idéia no começo foi muito criticada, mas é usada até hoje nas pistas das principais categorias. É uma forma segura usado pelas equipes para que evitem acidentes por estouro de pneus, e tambem para uma melhor largada e aquecimento.

    Finalizando, se é coincidências ou avisos, é uma colocação de plena reflexão, pois lembro até hoje da cena do Senna momentos antes da corrida em Ímola, olhando para seu carro da equipe Williams-Renault, com suas mãos apoiadas nele e com um olhar longe, pensativo, centrado. Talvez, será que não estivesse realmente preocupado com dois fatos que certamente mexeram com ele e tenha o deixado preocupado:

    ” Na sexta-feira, durante a sessão de qualificação da tarde, Rubens Barrichello, envolveu-se num grave acidente em que perdeu o controle de sua Jordan, passou por cima de uma zebra e voou da pista, chocando-se violentamente contra uma barreira de pneus.”

    “O segundo ocorreu no sábado, durante os treinos livres quando o austríaco Roland Ratzenberger, correndo pela Simtek, bateu violentamente na curva Villeneuve num acidente que começou a se formar na fatídica curva Tamburello, quando a asa dianteira de seu carro se soltou fazendo-o perder o controle do veículo. Levado ao Hospital Maggiore de Bolonha, ele faleceu minutos depois.”

    COINCIDÊNCIAS OU AVISOS !?

  2. Cibele disse:

    Acredito que nada na vida é por acaso e que as coisas acontecem para nos chamar a atenção para alguma coisa. Nem sempre sabemos o que essas coisas querem dizer na hora, mas com certeza o tempo nos ajuda a entender.

    Estou rezando pela recuperação do Massa desde o primeiro momento em que vi o acidente. Fiquei emocionada com a declaração da esposa dele e tive certeza que Deus o deixaria mais aqui, pra curtir a família que está crescendo.

    Percebi durante todos esses dias que a segurança é um dos itens mais importantes para a F1. Fiquei impressionada com a quantidade de detalhes que são pensados a cada segundo. Acabei me interessando um pouco mais sobre esse mundo de velocidade.

    Um beijo.

  3. IVAN Z.LOPES disse:

    NÃO TEM COMO LEMBRAR DE 1 DE MAIO DE 1994. LOGO VEM NA CABEÇA AQUELAS IMAGENS TRISTES DE NOSSO ETERNO AYRTON SENNA. NO SÁBADO QUANDO VI O ACIDENTE DO MASSA, SENTI QUE ALGO ESTAVA ERRADO. NUM PRIMEIRO MOMENTO, AO OBSERVAR A IMAGEM, ACHEI QUE ALGUMA PEÇA DO CARRO HAVIA QUEBRADO E QUE ELE SAIRIA RAPIDAMENTE DO COCKPIT. MAS DEPOIS, OLHANDO O VT E OBSERVANDO AQUELA MOLA VINDO EM SUA DIREÇÃO, ACHEI QUE HAVIA FALECIDO POIS O IMPACTO FOI MUITO FORTE. MEU DEUS, DE NOVO NÃO! ME PERGUNTAVA. MAS GRAÇAS A DEUS, AO VER AS IMAGENS DELE SENDO TRANSPORTADO PARA O HELICOPTERO EM DIREÇÃO AO HOSPITAL E VENDO ELE SE MEXER, LOGO TINHA A CERTEZA DE QUE NADA DE EXTREMA GRAVIDADE HAVIA ACONTECIDO. HOJE PASSADOS 15 ANOS DE ACIDENTE QUE VITMOU AYRTON SENNA, COM CERTEZA O NÍVEL DE SEGURANÇA MELHOROU MUITO. OS CAPACETES HOJE SÃO FEITOS COM MATERIAL DE EXTREMA RESISTÊNCIA, A PROVA DE GRANDES IMPACTOS O QUE A MEU VER SALVOU A VIDA DO FELIPE MASSA. É O SUSTO FOI GRANDE E GRAÇAS A DEUS QUE ELE JÁ SE RECUPERA BEM E LOGO VOLTARÁ AS PISTAS PARA NOS DAR ALEGRIA NAS MANHÃS DE DOMINGO. ABRAÇOS, EM ESPECIAL AO MEU AMIGO ANDRÉ MANSANO, HEHEHE, SOU EU MESMO, O IRMÃO DO ANDRÉ, RSRSRSR, QUE TAMBÉM TE MANDA UM ABRAÇO, FUI……………..

  4. Felipão disse:

    Tem razão, não teve com não lembrar de 94, embora a agonia tenha sido muito maior daquela vez, pois logo de início percebemos a gravidade do acidente. Confesso que me assustei ao ver pela primeira vez a mola se chocar contra o capacete de Massa, parecia que tinha atravessado a viseira. Temos que agradecer por não ter sido pior e torcer pela sua recuperação.
    Aviso ou coincidência? Não sei, embora acredite que nada aconteça por acaso. Só posso afirmar com certeza que somos humanos e estamos sujeitos às fatalidades (ainda mais num carro a mais de 200 km/h).

  5. guschafer disse:

    Só há uma coisa a ser dita: Força Felipe!!!
    E pra quem tem Twitter, sigam @Forza_Felipe! Belíssima homenagem feita por pilotos brasileiros, que será entregue a Felipe Massa assim que ele deixar o hospital.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s