Coração valente, guerreiro e vencedor.

Um brasileiro de corpo e alma, um vencedor sofrido como um grande corintiano é. Esse cara é o Rubinho. Não vou falar sobre a corrida em si, acho que seria meio repetitivo e prefiro abordar o tema de outra maneira.

Eu sei que nem todo mundo é entusiasta do automobilismo e menos ainda do Rubinho, mas que grande e emocionante vitória foi esta que ele conseguiu no último domingo, hein? Foi de arrepiar!

Vale lembrar que a última vitória de Rubinho na F1 até então, tinha sido no GP da China, em setembro de 2004, a bordo de uma Ferrari. Há menos de uma semana, coincidentemente, peguei este GP pra assistir em casa e as semelhanças com essa vitória em Valência são muitas. Rubinho acabou a corrida em 1o lugar, conquistou sua 10o vitória na F1 e a tão esperada e demorada 100o vitória do brasileira na F1 (somando Emerson, Pace, Piquet, Senna, Massa e Barrichello).

Infelizmente nunca tive um contato próximo com o Rubinho, o máximo foi conseguir receber uma resposta dele diretamente para mim pelo Twitter, mas ao ver suas reações emotivas, ao escutar o depoimento de pessoas próximas a ele, ao seguir suas atitudes e palavras pelo Twitter (especialmente as últimas após o acidente com o Massa), é inegável que o coração dele é gigantesco. Basta ver a reação dos integrantes das outras equipes o saudando calorosamente logo após a prova, enquanto ele recolhia o carro para os boxes. Todos se aproximaram ao máximo para aplaudí-lo. Lá ele é muito querido e muito respeitado por todos.

Ele, mais do que ninguém, merecia ganhar este GP. Não apenas por ser o piloto que mais vezes guiou na história da F1, e que continua aí firme e forte, mas por ser um grande lutador. Rubinho já está rico, já enfrentou os mais fortes adversários, já pilotou vários anos pela melhor equipe da F1, já fez poles, já venceu corridas e poderia se dar por satisfeito depois de 17 temporadas. Mas pra ele a coisa vai muito mais além. Rubinho pilota por paixão ao que faz, por ser competitivo, por buscar a vitória, por ser feliz e estar bem.

Em minha opinião Rubinho não tem perfil de campeão e acho que dificilmente vai conseguir ser, mas está cada vez mais claro que as chances estão aumentando, não? Basta acompanhar um pouco a F1, avaliar o desenrolar das corridas e principalmente observar sua perseverança.

Acho que essa vitória foi tão valiosa e tão emocionante pra ele quanto foi sua primeira vitória, lá em 2000, na Alemanha.

Semana que vem tem mais e aguardemos ansiosamente e com muita torcida pelo que vem por aí! 😉

Anúncios

4 pensamentos sobre “Coração valente, guerreiro e vencedor.

  1. Felipão disse:

    A 100a. vitória brasileira na F1 ficou em ótimas mãos, por todo esforço e perseverança em todos esses anos Barrichello merecia essa honra, ainda mais depois da grande corrida que fez.

    Ele pode não ser o campeão que gostaríamos que fosse, mas corre com paixão e tem muita história dentro da F1, e isso deve ser respeitado. Ele não é qualquer um.

    Abração!

  2. Ned disse:

    Realmente deu aula nesse GP o Barrica!
    Falow!

  3. Fábio disse:

    Vitória valiosa sim!
    Outro tema – reparou que Ferrari e McLaren estão se fortalecendo? Então, se o Massa tivesse aí, poderia até dar dobradinha. Será que dá tempo? Digo, ainda este ano?
    Que o Felipe se recupere logo!
    Que venha SPA!
    Que frio!

  4. bmansano disse:

    A corrida foi demais e o Rubens deu aula! Espero que ele continue nesse ritmo! Abs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s