As preliminares do GP do Brasil.

Estamos há menos de uma semana do GP do Brasil e, mesmo a disputa estando acirrada, há muito mais destaque para a temporada de 2010 do que para definição do campeão deste ano.

RUBINHO: Definitivamente convenhamos. Que carreira! Além de estar em seu auge como piloto de F1, acabou de assinar um contrato de 2 anos com a Willians. Certamente seu futuro chefe, o lendário Frank Willians, acertou este contrato com o piloto buscando voltar ao topo como era no início da década de 90. Além de ser respeitado como grande acertador e desenvolvedor de carros, Rubinho terá as missões de “construir” um belo carro para a Willians e de ser o professor de Nico Hulkenberg, alemão de 22 anos que se tornou campeão da GP2 em 2009 e que será seu companheiro de equipe em 2010.

GP DO BRASIL: Algumas novidades de última hora vão rolar. O alemão Timo Glock da Toyota não poderá correr por conta do acidente que sofreu no Japão. Depois da porrada que ele deu no muro durante o treino classificatório, constatou-se a quebra de uma das vértebras e ele será substituído por Kobayashi, japonês reserva da escuderia. Embora Interlagos possa ser o palco da consagração de mais um campeão, sobraram muitos ingressos. Tudo por conta dos preços cada vez mais abusivos.

FELIPE MASSA: Finalmente ontém (segunda-feira) Massa voltou a pilotar um F1. O bom disso é que se sentiu muito bem como se nada tivesse acontecido. Devido as regras de restrições a testes, Massa teve que andar com um modelo 2007 e usando pneus da GP2. A única coisa certa até aqui é que realmente sua volta como piloto será mesmo só em 2010. O inusitado dessa vez é que Massa dará a bandeirada final ao vencedor em Interlagos. Claro que seria muito melhor vê-lo na pista recebendo a bandeirada, mas vamos torcer pela vitória de Rubinho. Seria pra lá de especial Massa “bandeirar” Rubinho! Mas, particularmente, acho que a decisão do campeão ficará para Abu Dahbi, que é a última etapa.

F-INDY: Neste final de semana rolou a última etapa da Indy e Dário Franquitti levou a taça de campeão. A corrida começou com ele, Ryan Briscoe e Scott Dixon na disputa pelo campeonato. Durante toda a corrida Briscoe e Dixon se degladiavam pela ponta e eram muito mais rápidos que todos os demais. De maneira pra lá de inteligente, Dário ficou ali escondido em terceiro lugar só poupando combustível e com isso fez uma parada a menos, ganhando a corrida ao assumir a ponta há apenas 9 voltas do final. Me lembrou em muito um tal de Alain Prost, que não era o mais veloz mas usava muito bem a inteligência e as estratégias pra vencer.

Mas e aí? O que acham do Rubinho? Vence no Brasil? É fantástico saber que ele vai correr mais dois anos, não? O que vai acontecer aqui no GP do Brasil, hein?   😉

Anúncios

2 pensamentos sobre “As preliminares do GP do Brasil.

  1. Rogério disse:

    Minha torcida é para o Button quebrar!

  2. Bumão disse:

    Esse GP é um dos meus favoritos, se não for o favorito.
    Sem dúvida será uma bela prova e tomara que o Massa dê a bandeirada final para o Rubinho, que esse ano tem grandes chances.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s