E agora, faltou emoção?

Agora eu quero ver.

É incrível! Olha, eu não sou jornalista, não tenho décadas de experiência cobrindo F1 nem bola de cristal como um monte de “formadores de opinião” do automobilismo por aí dizem e demonstram ter, mas agora eu quero saber: vocês não tinham dito que a F1 com o regulamento atual estava fadada a provas sem ultrapassagens e emoções?

Estou longe de ser um oráculo, mas como fanático admirador da velocidade e em especial da F1, mais uma vez eu acertei. Não sei porque as pessoas do meio tendem ao pessimismo e não compreendem que é preciso ter paciência e saber observar. O que eu sei é que, como raríssima exceção, todos os sabichões meteram o pau na F1 e no GP do Bahrein e se deram mal até aqui. É certo que a primeira etapa do mundial foi monótona mas, eu como eu disse anteriormente, não serviria de parâmetro pois ali seria o primeiro teste real que as equipes e pilotos teriam pela frente, como se fosse uma amostra do que o ano reserva. Sendo assim a cautela certamente seria predominante, ainda mais num circuito moderno que como a grande maioria da espécie, desprestigia a competição e as ultrapassagens.

Assim como aconteceu no GP de 2009, o circuito de rua da Austrália trouxe grandes emoções e a corrida foi recheada de ultrapassagens, surpresas e disputas.

O que vimos foram pelo menos 5 equipes brigando pela ponta e andando bem perto:

Button aos poucos vai pegando a mão e dessa vez deixou claro que realmente é um campeão;

– Um incrível Robert Kubica conquistanto o segundo lugar com uma equipe que até então estava sem moral, falida, sem pilotos e prestes a se retirar do mundial

– Massa, mesmo não tendo andado bem o fim de semana todo e não tendo encontrado um bom balanço para seu carro e seu estilo, não poderia ter ido tão bem como foi ao chegar em terceiro

– Alonso mostrou do que é capaz um bicampeão pois, quando todos achavam que estava fora, ele se recupera e com certa dose de sorte, chega entre os 5

– Hamilton mostrou-se extremamente agressivo e, além disso, uma característica que acho fascinante; mostrar poder em momentos desfavoráveis e fez uma corridassa!

– Webber, ridículo. Novamente erros grotescos, falta de precisão e cada vez mais me convence de que em 2011 perderá seu lugar na Red Bull

– Vettel, embora o piloto mais veloz em 2010 até aqui, ainda não tem a sorte a seu lado e outra vez perdeu uma corrida ganha. Vale dizer que campeões precisam de sorte, e muita!

– Schumacher se enrolou logo na primeira curva com Alonso e Button e, mesmo tendo feito 3 paradas no boxe, consegui chegar na zona de pontuação

Certamente os críticos e assépticos vão achar outras desculpas para maltratarem a F1, já que um é mais sabido que outro, mas continuarei a bater na mesma tecla de que o campeonato será eletrizante, como já começa a mostrar a tabela de pontos!

Mas e vocês, o que acham? Partilham de qual opinião?

Que venha o GP da Malásia já no próximo fim de semana! 😉

Anúncios

Um pensamento sobre “E agora, faltou emoção?

  1. Rafael Mansano disse:

    Assino em baixo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s