O certo foi feito errado ou o erro foi fazer certo?

Sobre toda essa polêmica entre Vettel, Webber e Red Bull, não vejo uma resposta. Vejo algumas.

Um campeão jamais aceita “perder”. Um campeão vive de vitórias, especialmente quando ela está logo adiante e quando há todas as possibilidades de obtê-la.

O Vettel desobedeceu o combinado?
Sim.

O Webber tem razão de ficar puto?
Sim.

A Red Bull deixou claro que seus diretores (Horner e Newey) não tem controle completo?
Evidente.

Estas são as únicas respostas precisas. Mas pra várias perguntas há mais de uma resposta, certa ou não.

Agora, porque um tricampeão tem que engolir chegar atrás se pode vencer?

Porque o Webber não retomou a potência máxima do seu carro e lutou pra retomar a vitória?

Este negócio de ordem de equipe existe ou não?

O fato é que pro esporte é lindo que haja isso. Queremos ver brigas, provocações, desentendimentos, divididas de curvas, rivalidades e etc! Especialmente isso em um final da prova e espetacular! Enquanto isso a Mercedes lá dando um “foda-se” ao público e passeando com seus carros. É como disse um dia o maior de todos durante uma entrevista a Jacky Stwart:

Eu acho que Vettel deveria assistir a este vídeo e deveria assumir sua posição, e não ficar se desculpando.

Dai eu volto pro título deste post:

O certo foi feito errado ou o erro foi fazer certo?

Anúncios

Vai começar a temporada de F1 de 1971!

Não, eu não errei.

Vai começar a F1 e nós brasileiros voltamos a 1971. Digo isso porque Emerson Fittipaldi, em 1971, foi o primeiro e único brasileiro a alinhar no grid. De 1972 a 2012 tivemos PELO MENOS dois brasileiros no grid, chegando a incríveis seis pilotos brasileiros no início dos anos 2000.

Neste ano teremos apenas o Massa. Sobre ele vai toda a pressão, toda a responsabilidade. E com certeza ele vai sentir, com certeza é mais um fator que pode prejudicá-lo, mas até por isso vai a minha torcida por ele, que com certeza absoluta vai buscar a superação. Neste ano meus pilotos serão Hamilton, Kimi e Massa!

Num país em que tivemos três dos maiores campeões de todos os tempos, num país que é o terceiro maior vitorioso da F1, ficando atras apenas de Alemanha e Grã-Bretanha, sucumbimos a incopetência de uma CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) que durante as últimas década vem destruindo nosso automobilismo e matando todos os futuros talentos, em prol da ganância e do lucro particular.

Corremos o risco de ficar de fora da F1 no ano que vem. Isso seria sim o fundo do poço e a declaração oficial de óbito do automobilismo brasileiro.

 

Face Lift

Aos que por aqui passam neste momento, minhas saudações! =)

Desde a criação deste meu querido e importante espaço esta é a primeira vez que mudo completamente a cara do HAT TRICK, acredito que se passaram quase 3 anos já. É verdade que o ano está acabando, mas senti vontade de mexer por aqui e renovar o ambiente.

Em meio a esta confusão de horários e fuso-horários que venho passando, não é normal estar aqui as 01h50 da manhã escrevendo, mas o fato já está auto-explicativo e por isso vamos aproveitar a ocasião enquanto o sono não se manifesta.

Até onde for possível, uso o tempo pra renovar algumas coisas pequenas, mas importantes.

Tenho muito a escrever por aqui, minha cabeça está “mexida” e este parece ser só um início.

 

Sinceramente, é pra ter dúvida?

Nada é unânime, ainda mais quando o gosto entra em discussão.

Não é só porque eu tenho um carro da marca, mas enquanto a Hyundai lança o HB, projeto totalmente Brasileiro, próprio e moderno, e ataca agressivamente em termos de estruturação de mercado, a Ford vai lançar a “nova Eco Sport”, já defasada na Europa em crise, a GM importa carro da china e troca só o “emblema”, no caso do Sonic, e a VW divulga no Estadão que vai “lançar” o “novo” Santana, sem mencionar diversos outros casos destas marcas.

Isso porque o Governo há mais de ano baixou o IPI pras montadoras nacionais, e aumentou a aliquota para os importados, afim de estimular o desenvolvimento. Eu pergunto: Dá pra ter dúvida? Sinceramente?

ACESSEM O LINK:

HYUNDAI HB

Você pisa na embreagem antes de girar a chave?

Olá, pessoal! Tudo bem aí?

Olha só uma curiosidade que pouca gente sabe, mas que é uma dica bem bacana e importante pra quem tem carro manual.

DICA:
Antes de ligar o carro, pise na embreagem. Mesmo que ele esteja desengatado.

MAS PORQUE?
Motor e câmbio, apesar de serem componentes distintos, estão interligados. Bem, no momento do funcionamento do motor, ou seja, quando você vira a chave na ignição, quem sofre a maior carga é o motor de partida, famoso motor de arranque.

Ele tem a função de movimentar os componentes internos do motor do veículo fazendo com que ele pegue. Somado ao peso do motor está o câmbio que encontra-se acoplado ao motor aumentando ainda mais o peso do conjunto.

No momento da partida, quando pressionamos o pedal de embreagem estamos desacoplando o motor da caixa de câmbio, aliviando assim a carga imposta sobre motor de partida.

Além de evitar trancos ao dar partida no veículo, esta prática em nada prejudica o funcionamento da embreagem, pois a carga imposta ao sistema é pequena.

Apesar do motor de partida ser dimensionado para suportar o esforço de movimentar o motor mesmo quando acoplado ao câmbio, podemos citar como benefícios o menor desgaste dos componentes mecânicos do motor de partida, além de exigir uma menor carga da bateria no momento da partida.

Um ato simples que pode te fazer economizar bastante a longo prazo =)

Abs,
André Mansano

FELIZ DIA DAS MÃAAEEEESSS, MÃEZONA!! =)

Olá, pessoal!

Hoje meu querido blog HAT TRICK irá quebrar o protocolo e nesta semana deixará o automobilismo de lado pra prestar uma homenagem a todas as mamães mundo a fora, em especial a minha!

Sou um cara de sorte não apenas pelo que consquistei nestes 30 anos, mas sim por ter uma família fora de série, irmãos campeões e pais espetaculares! É clichê, mas sem eles nada seria possível.

É claro que pela data que se aproxima a estrela aqui é minha mãe que,  muito mais do que uma mãe fora de série, é uma mulher fora de série. Não há palavras suficientes para descrevê-la a altura, e mesmo que tivessem, não seriam suficientes!

A minha grande parceira de tudo quero deixar aqui algumas imagens que ficarão para a eternidade! Um grande beijo, mãe! Que este dia simbólico sirva pra mostrar que todos os dias são os seus dias! Te amo muitãaaaaaaaaaaaao!! 😉